Alterar versão do php em uso

Por vezes você pode se encontrar tendo que variar a versão do php, exemplo: você tem uma aplicação em php 5 e uma em php 7, e por algum motivo eh inviável a atualização de código da aplicação na versão 5, você vai então precisar fazer isso. É bem simples, aqui no exemplo vou falar da versão 7.0 e 5, fica a critério de vocês dae.

Primeiro  temos que desabilitar a versão que está rodando, ( php -v no terminal e vc irá descobrir qual versão está rodando) desabilite a versão atual com o comando a2dismod e depois habilite a versão que precisa com o comando a2enmod, e quando precisar pode fazer o inverso:

sudo a2dismod php7.0
sudo a2enmod php5
sudo systemctl restart apache2

Bom, é isso, vocês podem conferir num arquivo com código phpinfo() qual versão está sendo usada também. Valeu.

Tem um post bem completo do Samuel Barbosa que fala como instalar mais de uma versão de php no servidor, é um post muito bom e recomendo bastante:  https://sempreupdate.com.br/como-instalar-versoes-diferentes-do-php-5-6-7-0-e-7-1-no-ubuntu/

Anúncios

Problema Ubuntu 12 – som ”engasgando”

Você instalou o Ubuntu 12.04 tranquilamento, mas do nada o som ficou engasgado, pulando, enroscado de alguma forma? Calma, que tem solução.
Aperte simultaneamente, Ctrl+Alt+t
Abrirá o Terminal
Escreva:
alsamixer e Tecle “ENTER”
Abrirá a tela preta com controle em forma de barra…
Com a tecla de seta direita, vá pressionando alternadamente até chegar em [Auto-Mut] e depois com a seta para baixo ou para cima, pressione até aparecer “Disabled”. Pronto, depois disso, se não for outro problema, o som com problema não te perturbará mais.

Esta solução foi postada por Antonio Souza neste link: https://plus.google.com/u/0/115140798188446634685/posts/ZDWz64TYD2b

Dicas de trabalho Linux

Ola pessoal!

Estou aqui para mostrar umas dicas de shell Linux que as pessoas não lembram devido o fato de usar alguns comandos básicos na realização de tarefas rotineiras, tais como instalar um programa, executar um arquivo, modificar permissões e navegador entre as pastas.

Comando grep que muitos usam quando precisam achar um processo e matá-lo, pode ser usado para encontrar uma palavra dentro dos arquivos escolhidos.
Ex: grep -s artista /tmp/*
Procura a palavra artista dentro dos arquivos contidos na pasta /tmp.
É interessante usar esse comando em combinação com o find. Ex: find /tmp –name *.* |grep –s artista

O “vi” é um editor de texto muito famoso e complicado para iniciantes. Sendo assim, uma sugestão é o uso do nano. A interface é parecida com o “vi”, porém o nano é mais intuitivo nos comandos para salvar, sair e etc. A chamada do editor é o mesmo, nano . Ex: nano presentes.txt

Você pode contar o número de caracteres de um texto usando o comando wc. Ex: cat leitura.txt | wc –l
O comando é usando em conjunto com a chamada do arquivo. No caso usei o comando cat para realizar isso.

Comando tail, você mostra últimas linhas do arquivo. Interessante, é o acréscimo do parâmetro -f no comando com a finalidade de acompanhar a adição em tempo real de novas linhas no arquivo. Isso útil em situações de análise de um arquivo de log, no qual você deseja verificar as saídas do programa.  tail -f servidor.log é tudo que você precisa.

Você pode enviar para segundo plano um programa que você executou no terminal. Isso é útil, quando há necessidade de continuar trabalhando na mesma sessão que o programa esta executando. Essa simples tarefa é feita colocando o “&” após o comando do programa. Ex: gedit&

São dicas simples, mas que pode ajudar as pessoas no seu dia a dia.
Espero que tenha agregado algo para vocês.

Abraço.
 

IPTables e o IPV6

 

O IPv6 já é realidade na web. Apesar de já estar entre nós desde 1994, o assunto só tomou vulto a pouco tempo. Várias organizações, instituições e governos já estão se preparando para o IPv6 desde 2005, como é o caso das agências federais dos EUA. Recentemente o último grande bloco de IP’s IPv4 foram distribuídos a Ásia, reafirmando a necessidade de acelerar a implantação de redes IPv6.

Os principais Sistemas Operacionais da atualizada já vem com suporte total a IPv6, como é o caso do Linux, que desde o Kernel 2.1.8 em 1996, já suportava IPv6.

E como fica o nosso Netfilter, ou comumente conhecido pelo seu comando bash, IPtables?

Como sabemos o Netfilter, o firewall do Linux, é carregado pelo kernel e seu referido comando IPtables está presente no nosso amigo bash (Born Again Shell).

Vamos as funcionalidades do IPtables para IPv6:

O comando que trata especificamente o IPv6 é o ip6tables. Seu man está presente em

ip6tables –help

 

Continue lendo “IPTables e o IPV6”

Guia de estudo para certificação LPI – 1

 

altOlá caro leitor!

Esse é meu primeiro post para a equipe BitMasters e para começar de forma útil, escolhi escrever sobre algo que até então não vejo em grande disponibilidade na web. O intuito é ajudar pessoas que queiram estudar para a certificação LPI mas que não podem pagar cursos particulares, não sabem por onde começar e não sabem o que devem estudar.

Continue lendo “Guia de estudo para certificação LPI – 1”

Gnome 3 no Linux Mint 11

Alguns usuários têm perguntado sobre os procedimentos para instalação do Gnome 3 no Linux Mint 11. Para quem não sabe, o Linux Mint 11 é o Ubuntu 11.04 melhorado (ou não para alguns). É o tipo de sistema que você baixa, instala e utiliza sem precisar instalar nenhum aplicativo a mais. Eu particularmente ainda prefiro o Ubuntu puro, sem personalizações de outras distros.

Abaixo vamos saber como se instala via terminal, de forma simples e rápida. Vale lembrar que o procedimento para instalação é o mesmo no Ubuntu 11.04.

alt

Continue lendo “Gnome 3 no Linux Mint 11”

Configurando a resolução do Linux modo texto.

A resolução de tela em maquinas Linux em modo texto é uma configuração que quase não alteramos, sempre deixamos a resolução padrão, porém é uma opção interessante a ser alterada, pois aumenta consideravelmente a usabilidade do sistema. Por exemplo: Usar programas para editar grandes arquivos de configuração, listar diretórios em pastas com centenas de arquivos, enfim para várias atividades uma resolução bem configurada é crucial e deixa a tarefa menos trabalhosa, a ideia desse artigo é demostrar como alteramos o Linux para outra resolução de vídeo no modo texto.

Continue lendo “Configurando a resolução do Linux modo texto.”

Como acessar partições Linux pelo Windows

altPara aqueles que precisam acessar partições ou outros HDs formatados em ext2, ext3, ext4 e Raiserfs usados pelo Linux, existem diversas ferramentas que podem lhe auxiliar nesta tarefa.

É muito comum para quem tem dois sistemas instalados em um mesmo computador (dual-boot) querer acessar arquivos do outro sistema que não está usando. Isso é frequente para quem tem o Windows e Linux na mesma máquina.

Continue lendo “Como acessar partições Linux pelo Windows”

Acima ↑